27 de out de 2006

O fim de uma era.

Será mesmo o fim da era Shumacher? Um excelente piloto que ganhou mais que qualquer piloto até o momento, no começo eu não gostava muito dele, pois era um grande rival do Senna, mas ai aconteceu o que aconteceu e de certa forma o caminho ficou mais fácil para ele, sem querer lhe tirar o mérito das suas conquistas, mas é que depois de uma era em que até os loucos eram bons pilotos (Nigel Mansell) fica difícil chamar Damon Hill de rival, acredito que talvez ele tenha nascido no tempo errado ou certo, pois eu duvido que se tivesse que enfrentar Senna, Piquet, Prost entre outros ele teria ganho tantos títulos, mas essa era acaba de forma estranha, pois pra mim ela acabou quando ele perdeu o campeonato e isso aconteceu quando a Ferrari quebrou, talvez fosse a hora de parar mesmo pois isso não acontecia com ele há mais de um ano, deve ter sido algum tipo de aviso diriam os místicos e coisas assim.
Shumacher parou, mas parou em grande estilo, pois essa ultima corrida vai ser lembrada por muito tempo, ele só não fez chover, largou lá atrás, ficou em ultimo fez ultrapassagens que a muito tempo não se via, enfim deu um show.
Mas com o fim de uma era sempre se inicia outra e tudo indica que será a era dos construtores, já que hoje o piloto é responsável por muito pouca coisa, nem errar a marcha ele consegue mais, é controle disso telemetria daquilo, se o pneu é bom à equipe vai bem se o pneu não presta a equipe não tem chance nenhuma.
Vamos torcer para que isso não aconteça e que os pilotos voltem a fazer a diferença e não as maquinas, apostar as nossas fichas no Fellipe Massa, que no ano que vem possamos ouvir a tão esperada musica da vitória que há tempos atrás estávamos enjoados de ouvi-la e felizmente o Massa nos fez relembrar nesse ultimo domingo, e agora as coisas devem ficar mais fáceis pois o temível alemão não vai estar lá para estragar as nossas manhãs de domingo, só espero que não me venha agora um espanhol atrapalhar.

19 de out de 2006

Sera?

Parece mesmo estar havendo uma divisão no nosso pais, de um lado os pobres e menos favorecidos, do outro a elite principalmente a do sul e sudeste, pelo menos é isso que o nosso presidente anda dizendo por ai, que a elite não gosta dele e que não aceitam um presidente que é um ex metalúrgico e coisa e tal, será? Não acho muito saudável esse tipo de divisão pois acredito que criar uma divisão na sociedade pode trazer sérios problemas no futuro, já temos um serio problema de desigualdade social sem o nosso presidente ficar jogando uns contra os outros, imagine agora o que pode acontecer.
Mas fazendo uma analise bem rápida e fria, será que a elite não gosta dele? Mas quem foi que o elegeu no primeiro mandato?, foram só os pobres? não que eu me lembre, pois na ocasião da sua eleição tínhamos a esperança de que realmente haveria uma mudança na forma como as coisas eram feitas, e infelizmente isso não se concretizou.
Será mesmo que a dita elite não gosta dele? ou será porque essas pessoas do sul e sudeste de estados melhores administrados e com uma estrutura um pouco melhor do que a maioria do resto do pais, tem mais acesso a informação e não podem ser ludibriadas com R$ 60,00 por mês e achar que a coisa realmente melhorou, não quero aqui parecer preconceituoso, mas essa atitude de dar dinheiro para as pessoas sem nada em contra partida é mais eleitoreira do que benéfica, se ao invés disso tivesse investido em educação por exemplo, e assim dar uma esperança as essas pessoas de poderem andar com suas próprias pernas e não dependerem de ajuda do governo, isso sim seria útil.
Mas ai haveria um pequeno problema, se essas pessoas tivessem acesso a escolas, educação isso faria com que elas também tivessem informação! Como a dita elite que não gosta dele, e se isso acontece-se, será que essas pessoas ainda votariam nele? diante de tantos escândalos envolvendo ministros que ele nomeou e que são seus amigos de longa data, vou usar aqui as palavras que ele tanto usa para responder essas questão, Não sei!

14 de out de 2006

A entrevista.

Fiquei pensando se escreveria ou não nesse assunto, depois de muito pensar e discutir com um amigo resolvi escrever, pois não poderia deixar passar isso em branco; Nesse momento o leitor deve estar perguntando sobre o que ele esta falando, pois bem é da entrevista do Sergio Amadeu e o Julio Neves no programa do Jô, já que sou um aficionado por Linux não podia deixar passar, o que! Você não sabe o que é Linux?? Então vamos lá, vou tentar ser breve e rápido pois para falar sobre isso é necessário um blog somente com esse tema, mas encurtando a historia é um sistema operacional livre, que qualquer um pode baixar da Internet e usar alterar seu código, distribuir copias entre outras coisas, para mais informações por favor consulte o google, mas vamos ao que interessa, foi anunciada a ocorrência da entrevista, isso era o que nos usuários e apaixonados por esse sistema operacional esperávamos a anos, finalmente as pessoas vão conhecer o Linux e ver que ele é muito bom.

Lá fui eu me preparar para assistir a entrevista, mas como todos sabem o programa passa um pouco tarde para as pessoas que trabalham no dia seguinte, então pensei se for a primeira entrevista vou encarar, mas senão coloco para gravar e no outro dia assisto, começou o programa e anunciou que seriam apenas duas entrevistas, um cara que não me lembro o nome com umas roupas estranhas e uma cara de vocalista de banda de forro mas com roupas de heave metal, sei lá o cara parecia um ornitorrinco, então logo pensei vão ser dois blocos só de software livre, mas como já disse estava tarde e coloquei a fita para gravar e fui dormir, chegando ao trabalho foi logo ler sobre a repercussão da entrevista, foi ai que meu animo acabou completamente, não existia nenhuma critica que fala-se bem da entrevista, pensei comigo deve ter acontecido alguma coisa e não via a hora de chegar em casa para assistir a gravação, chegando em casa sentei-me na cama munido de um copo de refrigerante que todos conhecem mas não vou fazer propaganda e com umas mínimas esperanças, comecei a assistir e realmente foi lamentável pois o Sergio Amadeu parecia uma criança toda contente com um brinquedo novo, falava sem parar não dava quase chance para o Julio Neves falar, esse sim estava tranqüilo e falava ponderadamente de forma fácil de entender mas o Sergio, falava com argumentos técnicos, que até pra quem gosta de informática talvez teria dificuldade de entender, por exemplo quando o Jô pediu um exemplo de software livre que rode na Internet, o cara me fala Apache, tudo bem o Apache é um dos maiores representantes do software livre, mas temos que lembrar que ele estava falando para o publico em geral e o Apache é um servidor Web, voce sabe o que um servidor Web faz? ou seja ninguém que não conheça informática sabe, ele deveria ter falado o firefox que qualquer um poderia instalar em seu micro pessoal e poderiam ao menos fazer um teste, quer dizer os caras estavam na cara do Gol e sem goleiro e ainda conseguiu chutar para fora.

O que podemos aproveitar disso é: pelo menos foi falado de software livre na tv, quem sabe a próxima vez se é que vai haver uma, a pessoa que for falar tem que ser mais pratica e profissional e menos amadora e entusiasta, eu não condeno o Sergio por falar aquelas coisas meio que sem sentido, principalmente para usuários em geral, pois ele errou com a melhor das intenções e acredito que é melhor errar tentando do que se omitir, fica aqui apenas o desejo de mais sorte a próxima vez.

5 de out de 2006

Por quê ?

Há algum tempo venho pensando em criar um blog, afinal de contas tem tanta gente fazendo para escrever ou postar cada coisa estranha e sem propósito, então depois de muito pensar e refletir, conclui que deveria fazer um, mas não é só por isso, pois isso seria apenas querer estar na moda ou inveja, não vou desconsiderar a possibilidade de inveja totalmente pois invejo sim as pessoas que conseguem colocar no papel as palavras, pois eu sempre tenho muito a dizer mas muito pouco a escrever, é como se de repente fica-se mudo, é algo estranho, um amigo me disse que isso acontecia porque nunca fui muito de ler, o que hoje lamento profundamente, tento correr a traz do prejuízo, mas isso leva tempo, bem espero que com a insistência e pratica eu consiga corrigir isso.
Alem do mais sempre é interessante depois de alguns anos voltar e ler o que foi escrito há um tempo a traz, e ver o que mudou em nossa opinião, acho que deve ser como quando vemos aquelas fotos antigas com aquelas roupas que agora nos parecem horrendas, bem espero que eu consiga, não tenho muitas esperanças quanto à popularidade deste blog, mas pelo menos vou ter um lugar pare colocar minhas criticas, desapontamentos, raiva, enfim tudo o que eu sempre quis dizer.